Sem NY, Ibovespa fecha em alta com ajuda de Vale e foco no noticiário corporativo

Sem NY, Ibovespa fecha em alta com ajuda de Vale e foco no noticiário corporativo

Reuters  | 17.02.2020 18:33

Sem NY, Ibovespa fecha em alta com ajuda de Vale e foco no noticiário corporativo

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa fechou em alta nesta segunda-feira, tendo Magazine Luiza (SA:MGLU3) entre os destaques positivos após resultado trimestral, com o noticiário corporativo doméstico ocupando o foco das atenções em um pregão sem a referência de Wall Street.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 0,81%, a 115.309,08 pontos. O giro financeiro somou 26,4 bilhões de reais, ajudado pelo vencimento dos contratos de opções sobre ações, de 8,47 bilhões de reais.

Medidas de liquidez na China também ajudaram na alta das ações, segundo o analista Ilan Arbetman, da Ativa Investimentos, referindo-se à decisão do banco central chinês de cortar juros sobre empréstimos de médio prazo.

A medida deve abrir caminho para redução na taxa primária de empréstimo na quinta-feira, conforme o país tenta reduzir os efeitos econômicos da epidemia de coronavírus.

"Isso significa liquidez no mercado chinês, que se espalha para outros mercados emergentes", afirmou Arbetman, explicando que isso motiva investidores a tomar mais risco.

Ele, contudo, não vê fim da volatilidade nos negócios, citando que está cada vez mais difícil fazer previsões sobre o efeito do coronavírus no PIB da China no primeiro trimestre.

DESTAQUES

- MAGAZINE LUIZA ON subiu 4,47%, após a companhia anunciar que seu lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda), um indicador do desempenho operacional, aumentou 41,2% no quarto trimestre ano a ano, para 499,1 milhões de reais, acima do esperado.

- VALE ON (SA:VALE3) teve alta de 4,73%, apoiada na valorização dos preços do minério de ferro na China e decisão da Rio Tinto (LON:RIO) de reduzir previsão de embarques de minério de ferro da região de Pilbara, na Austrália, como resultado da passagem do ciclone tropical Damien, que atingiu a costa oeste do país. No setor, CSN ON (SA:CSNA3) subiu 3,4%, enquanto USIMINAS PNA (SA:USIM5) caiu 1,72%.

- CARREFOUR BRASIL ganhou 3,46%, após anunciar no domingo a compra de 30 lojas e 14 postos de combustíveis do Makro no Brasil por até 1,953 bilhão de reais. O Goldman Sachs considerou a aquisição estrategicamente positiva, citando que isso permitirá ao Carrefour (SA:CRFB3) acelerar o desenvolvimento de suas rede de atacarejo no Rio de Janeiro e Nordeste.

- COSAN ON (SA:CSAN3) caiu 1,98%, no primeiro pregão após reportar forte queda no lucro ajustado do quarto trimestre, a 392 milhões de reais, ante 730,3 milhões de reais no mesmo período de 2018. O Ebitda ajustado somou 1,373 bilhão de reais, ante 1,485 bilhão de reais um ano antes.

- PETROBRAS PN (SA:PETR4) fechou com decréscimo de 0,2%, em sessão de pequenas variações nos preços do petróleo no mercado externo. PETROBRAS ON (SA:PETR3) subiu 0,25%

- BRADESCO PN (SA:BBDC4) cedeu 0,83% e ITAÚ UNIBANCO PN perdeu 0,92%, em sessão sem viés único do setor, com SANTANDER BRASIL crescendo 0,15%. BANCO DO BRASIL ON (SA:BBAS3) caiu 1,5% e BTG PACTUAL (SA:BPAC11) recuou 0,9%.

- IRB BRASIL ON (SA:IRBR3) subiu 5,63%, refletindo movimentos no mercado de opções e expectativas para a divulgação do balanço, na terça-feira à noite, conforme o papel segue volátil após recente questionamento da Squadra Investimentos sobre o preço das ações e os resultados da resseguradora.

- GPA PN (SA:PCAR4) avançou 1,75%, após a B3 aprovar a admissão da empresa no Novo Mercado.

Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em

Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em

(Edição de Aluísio Alves)

Relacionadas

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Zeca Mello
Zeca Mello

Com a ajuda de VALE. Deve ser o VALE de 350 bilhões de dólares que o Lula e a Dilma deixaram de reserva.Mas o governo de milicianos está torrando no cassino do Paulo Jegues.  ... (Leia Mais)

18.02.2020 02:50 GMT· 3 · Responder
Sérgio Abreu
Sérgio Abreu

Achei que a Bolsa subia quando os investidores compram ações. Hoje descobri que é por causa do noticiário 👏👏👏👏👏  ... (Leia Mais)

18.02.2020 00:52 GMT· 1 · Responder
Paulo Paineli
Paulo Paineli

tudo palhaçada, os bancos não subiram por causa da greve dos caminhoneiros kkk  ... (Leia Mais)

17.02.2020 22:28 GMT· Responder
Danilo Mendonça
Danilo Mendonça

Só não consigo entender pq o Itaú apresenta um resultado excelente e sua cotação não sobe. Outras empresas apresentam resultados ruins, como é o caso da Grendene e sua cotação dispara... vai entender esse mercado!  ... (Leia Mais)

17.02.2020 22:11 GMT· 3 · Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o App

Mais informações sobre o mercado, mais alertas, mais opções de personalizar seus ativos em sua carteira, apenas pelo App

Baixe o App

Mais informações sobre o mercado, mais alertas, mais opções de personalizar seus ativos em sua carteira, apenas pelo App