Ibovespa quebra recordes, mas ímpeto de ganhos é menor

Ibovespa quebra recordes, mas ímpeto de ganhos é menor

Investing.com  | 14.01.2019 08:00

Ibovespa quebra recordes, mas ímpeto de ganhos é menor

Investing.com - A valorização do Ibovespa diminuiu o ímpeto na segunda semana do governo do presidente Jair Bolsonaro. Após a forte valorização de 4,5% nos três primeiros dias da nova administração, influenciada pela expectativa positiva em relação à implantação de uma agenda liberal e privatizante na economia, esta semana a desconfiança sobre a capacidade de aprovação das reformas - especialmente da Previdência - no Congresso reduziu a velocidade da escalada do preço dos ativos na bolsa brasileira, levando o Ibovespa a ter ganhos de 1,98% nesta semana - 6,57% no acumulado do ano.

Na segunda-feira ainda havia ruído no mercado após a falta de sintonia do presidente e sua equipe econômica na sexta-feira em relação à elevação de alíquota do IOF para compensar incentivos fiscais no Nordeste e na Amazônia. Além disso, a declaração de Bolsonaro sobre a idade mínima de aposentadoria a homens e mulheres em uma entrevista ao SBT, também na sexta-feira, tampouco foi bem-vista pelos investidores.

Apesar da reunião ministerial na segunda-feira para alinhar o discurso, o governo continuou a ter trapalhadas fora da economia nesta semana. Mas o esboço da reforma da Previdência, a iminência da assinatura do decreto que flexibilize a posse de armas e a aprovação do negócio da Embraer-Boeing seguem depositando otimismo dos investidores domésticos sobre o novo governo, enquanto os estrangeiros seguem em espera de implementação das medidas estruturantes.

Mesmo assim, o otimismo dos investidores brasileiros é o suficiente para o Ibovespa romper os recordes de fechamento. Apesar de na sexta-feira fechar no negativo, no dia anterior chegou próximo aos 94 mil pontos de fechamento e negociação intradiária, atingindo 93.805 e 93.987 pontos.

O projeto de reforma da Previdência do governo Bolsonaro ainda não foi divulgada. A expectativa é a apresentação do projeto e as etapas de encaminhamento ao Congresso na próxima semana.

Há algumas ideias do projeto reformas veiculadas na imprensa. Segundo a Folha de S.Paulo, o governo vai propor um regime de capitalização com a gestão dos recursos realizada pelos próprios trabalhadores, em uma plataforma semelhante ao do Tesouro Direto. Neste regime, os trabalhadores destinariam a contribuição previdenciária às aplicações como títulos públicos, de dívidas corporativas e fundos de infraestrutura. Entrariam no regime de capitalização trabalhadores de classe média, que passaria a contribuir no novo sistema com valores acima do teto para o regime atual de Previdência, que continuaria a ser utilizada por trabalhadores de baixa renda e, assim, garantiria o dinheiro para o pagamento das aposentadorias atuais.

Destaques

Embraer (SA:EMBR3) e Forja Taurus são os papéis em destaque no Ibovespa nesta semana, com alta relacionada às medidas do novo governo. Em relação à Embraer, após operar em queda no meio da semana com declarações do presidente e do ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general da reserva Augusto Heleno, questionando se a fusão com a Boeing traria ganhos ao Brasil, na quinta-feira o governo autorizou a operação. Na sexta-feira, as ações da Embraer tiveram uma forte alta de 2,57%, valorizando-se 3,51% na semana, mas com queda de 0,69% no ano.

Já a Forja Taurus continua sua ascensão em meio à iminência da assinatura do decreto que flexibilize a posse de armas no Brasil, que deve ocorrer nos próximos dias. As ações preferenciais subiram 8,61% nesta semana e 94,07% no ano, enquanto as ordinárias saltaram 4,05% na semana e 77,45% no ano. Também contribuíram para os ganhos dos papéis acordo pré-liminar da empresa com a Justiça americana para encerrar um processo. Em contrapartida, segue o alerta de especialistas sobre os fundamentos da empresa.

Relacionadas

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+